quarta-feira, fevereiro 21, 2007

Afonso VII-Imperador(1135)

(Afonso VII o Imperador)
Grandes alterações nos reinos peninsulares, que aparentemente não dizem respeito ao condado Portucalense, terão todavia no seu desenvolvimento, repercussões importantes no caminho da independência.
Algumas notas soltas
  • Afonso I de Aragão morre em 11.09.1134 sem deixar descendência directa, deixando por testamento o seu reino a 3 ordens religiosas, Templários,Hospitalários e do Santo Sepulcro.
  • Sucede-lhe o seu irmão Ramiro II, monge beneditino, que teve autorização papal para cingir a coroa e voltar a casar.
  • Restauração do reino de Navarra, com Garcia Ramires IV, que estivera sujeita ao reino de Aragão, que presta homenagem a Afonso VII no início de 1135
  • Afonso VII aproveita-se da morte de Afonso I ocupa Saragoça, tendo obtido de imediato de Ramiro II o reconhecimento da sua soberania
  • Como já tinha como vassalos alguns condes como os de Barcelona, Toulouse e Montpellier, a adicionar aos reis acima referidos, fizeram-no ambicionar uma significativa mudança qualitativa no seu estatuto, voltando a assumir um título já anteriormente usado por seu avô, o de Imperador.
  • Afonso VII fez-se coroar imperador em 26 de Maio de 1135 na Catedral de Leão
  • Ainda na sequência da coroação de Afonso VII como Imperador e na sua tentativa de definir com mais clareza as sua relação com Navarra e Aragão, firmou os laços com o Rei de Aragão, Ramiro II, através do casamento do seu filho com Petronilha de Aragão, concedendo-lhe em benefício a cidade da Saragoça, que motivou a revolta do rei de Navarra.
  • D.Afonso Henriques aproveita a ocasião e volta a ocupar os condados de Toronho e Límia. Defrontando as forças inimigas comandadas por Fernão Trava e o conde de Sarría na batalha de Cerneja.
  • Outra razão de queixa do Imperador, foi a guarida que deu ao conde Asturiano Gonçalo Pais que se revoltou contra Afonso VII e que havia sido banido da sua condição de vassalo.
  • De novo Afonso VII se vê na contingência de voltar ao Condado, ajustar contas com o seu primo desavindo,afinal o "espinho" encravado na sua coroa Imperial.
  • Daí resultará um encontro entre ambos em Tui, surpreendente na sua conclusão, como se verá

Sem comentários: