sexta-feira, março 02, 2007

A batalha de Ourique-A localização

1139-25 de Julho

Não se sabe se o fossado da Ladeia, anteriormente referido, já tinha sido encorajado pelos de D.Afonso VII de 1133, que durante 4 meses devastou os territórios inimigos até á Andaluzia, o certo é que muitos outros se seguiram, alguns com êxito, outros como o de Tomar no ano de 1137, classificado como de "infortúnio" pelos Anais de D.Afonso.

Em fins de Junho princípios de Julho, o príncipe português parte de Coimbra com as suas tropas, em direcção ao Sul com o propósito de retomar e reerguer o castelo de Leiria e em 25 de Julho de 1139 dá-se um batalha , num local que fontes da época e posteriores denominam de Ourique.

A incursão em território inimigo, terá sido interceptado em Ourique pelo rei Esmar, que foi vencido e teve que abandonar o campo de batalha.

Onde se situava então Ourique ?

A resposta é controversa, entre a interpretação clássica que situa Ourique na vila que conserva hoje o mesmo nome a sul de Beja e de Castro Verde, cujo nome designava, uma extensa zona de pastagem.
Perguntando-se os críticos desta tese, como é que o jovem infante conseguiria passar as suas tropas num percurso de mais de 250 quilómetros, sem antes ser interceptado por exércitos inimigos, Com forças situadas pelo menos em Santarém, Lisboa, Palmela, Évora e Beja.

Para responder a esta dificuldade, alguns historiadores, têm proposto como local de batalha, não essa vila alentejana, mas outros locais com o mesmo nome, visto que pelo menos existem mais três :
  • um nas proximidades do Cartaxo
  • outro nas proximidades de Leiria
  • outro junto a Penela
Desde 1900 o prof.David Lopes sustentou, que dadas as posições militares dos portugueses e dos muçulmanos na época, Ourique tinha necessariamente que se situar a norte de Santarém, indicando a localização de "Chão de Ourique" próximo do Cartaxo, apenas 15 quilómetros a sul de Santarém.

Considerando que D.Afonso partiu de Coimbra em direcção ao sul e se defrontou pouco depois com as tropas de Esmar, que lha saíram ao caminho, é lógico concluir-se que Ourique só poderia situar-se entre Leiria e Santarém, sendo nesse caso de excluir todas as outras hipóteses, restando (segundo Freitas do Amaral) a de se considerar como local de batalha o "Campo de Ourique", junto á nascente do rio Lis, na freguesia de Cortes, concelho de Leiria, hipótese colocada pelo Dr.José Saraiva em 1929.

Resumindo
  • Em princípios de Julho D.Afonso sai de Coimbra com o seu exército, para ir recuperar o castelo de Leiria.
  • Apossando-se deste castelo, deixa um punhado de homens a guardá-lo e a proceder á reconstrução do castelo.
  • Continuando para sul, pode ter-lhe ocorrido conquistar Santarém.
  • Esmar governador militar de Santarém, avança para norte, para lhe sair ao caminho.
  • Dá-se então a confrontação em "Campo de Ourique", sendo Esmar derrotado.
Esta hipótese bastante simplista, embora com alguma lógica, afasta outras "divagações" históricas que se foram produzindo durante séculos, sobre a heroicidade do feito, em que a desproporção de forças, entre as hostes portuguesas e muçulmanas, era enorme , atendendo a que do lado "infiel" se alinhavam nada menos do que forças de 5 reis mouros, vindas de Sevilha, Badajoz,Évora e Beja.

Como seria possível ter acontecido tal coligação, se a recuperação de Leiria, intentada por D.Afonso Henriques, ocorreu de repente ?

Poderemos estar contudo a falar de mera coincidência de ocorrências, que levantaria a possibilidade da coligação se estar a preparar para atacar Coimbra, como retaliação ao inúmeros fossados que as hostes portucalenses se tinham habituado a intentar.

Ver-se-á que outros historiadores defendem outras teses, associando o combate militar de Ourique, a outras "coligações divinas", que lhe conferirão o estatuto de milagre

Sem comentários: