sábado, maio 05, 2007

Gilberto de Hastings-Bispo de Lisboa

...foi eleito para a sede episcopal um dos nossos, Gilberto de Hastings, tendo dado o seu assentimento para a eleição o rei, o arcebispo, os bispos, o clero e todos os leigos. No dia em que se celebrava a Festa de Todos os Santos, em louvor e honra do nome de Cristo e da Sua Santíssima Mãe, foi feita a purificação do templo pelo arcebispo e por mais quatro bispos sufragâneos e restaurada a diocese como sede do episcopado, com os seguintes castelos e terras: para além do Tejo, o castelo de Alcácer, o castelo de Palmela, a zona de Almada; aquém do Tejo, o castelo de Sintra, o castelo de Santarém, o castelo de Leiria. Os limites vão do castelo de Alcácer até ao castelo de Leiria e do mar, a ocidente, até à cidade de Évora.
(da CARTA DO CRUZADO SOBRE A CONQUISTA DE LISBOA)


Foi pois Gilberto de Hastings o primeiro bispo de Lisboa após a conquista da cidade aos mouros em 1147 e a subsequente restauração da sua diocese, após um aparente interregno de 4 séculos, pois tería continuado a existir um bispo moçárabe na cidade de Lisboa, mesmo sob domínio muçulmano.

De origem inglesa, integrava a armada que se destinava à Terra Santa , na Cruzada anteriormente referida que aportou ao Porto , tendo sido "convencidos" a atacar Lisboa.

O juramento de obediência do novo bispo de Lisboa a D. João Peculiar fez da diocese restaurada sufragânea do metropolita bracarense, contrariamente ao que acontecia no tempo visigótico em que era dependente de Mérida.

Correspondendo aos desejos de D-Afonso Henriques em não depender apenas politicamente, como também espiritualmente, do domínio hegemónico de seu primo, Afonso VII de Leão e Castela.


Assim aconteceu igualmente no que toca aos ritos instituídos por Gilberto, os seguidos pela igreja de Salisbury, em Inglaterra e pelos quais a Igreja portuguesa se regeu até 1536

O porquê da nomeação dum bispo inglês, é difícil de explicar, mas a verdade é que segue uma linha de deliberada ruptura na sequência do que já seu pai havia feito nos territórios reconquistados, com Maurício Burdino em Coimbra em 1098, Hugo no Porto em 1113 e Geraldo em Braga em 1099, todos de origem francesa.

O bispo de Lisboa, teve que contar com a subtracção à sua jurisdição de vastos territórios entregues a outras instituições como a abadia de Claraval, com os seus previlégios de isenção canónica. Ou especialmente aos Templários a quem o rei ofereceu direitos sobre Santarém, e aos cónegos regrantes de Santa Cruz de Coimbra a quem doou Leiria


Foi o criador das paróquias de São Vicente de Fora,Mártires e Santa Justa .

Morreu em 27 de Abril de 1166 , tendo sido sepultado na Sé de Lisboa .


Sem comentários: