sexta-feira, agosto 10, 2007

A fundação da Ordem de Évora-1175

  • Enquanto portugueses e leoneses se preocupam, nesta altura em tarefas defensivas de consolidação do território, com a entrega de forais e consequente fixação das populações em zonas estratégicas os almóadas promovem acções ofensivas agressivas no sentido de recuperar algum do que fora o seu território.

    • Reconstruem Badajoz e retomam os castelo que Geraldo Geraldes (seria mais tarde condenado à morte em Marrocos) havia conquistado nomeadamente Beja, a praça mais importante e que ele havia abandonado em 1172.
    • Beja foi então retomada pelos almóadas conseguindo terminar essa reconstrução em 28 de Dezembro de 1174.
    • Esse avanço naturalmente preocupa a cora portuguesa que decide nesse mesmo ano criar a Ordem de Évora, entregando seu comando ao governador militar de Lisboa e da Estremadura, Gonçalo Viegas de Lanhoso, cuja principal tarefa, naturalmente, se destinava prioritariamente à defesa de Évora. Esta nomeação ocorreu entre 1175 e Abril de 1176, quando recebem por doação o castelo de Coruche.
    • Provavelmente esta ordem recebia o apoio espiritual da ordem de Císter, vindo mais tarde a transferir a sua sede para Avis , recebendo então esse nome, filiando-se também na milícia de Calatrava, donde se reconhece serem originários os cavaleiros fundadores.

Sem comentários: