terça-feira, setembro 04, 2007

Manifestis probatum est

  • O ano de 1179 foi um bom ano para Portugal e para o nosso rei. Apenas 3 meses depois do seu testamento e no dia 23 de Maio e um pouco inesperadamente, Alexandre III por meio da bula Manifestis probatum est. reconheceu a D.Afonso Henriques o título de rei, declarando que o tomava a ele e aos seus herdeiros sob a protecção da Santa Sé, considerando Portugal como um reino pertencente a São Pedro, prometendo auxílio papal.
  • Tinham passado 36 anos desde a homenagem prestada por D.Afonso Henriques.
  • Mattoso defende uma teoria curiosa para esta decisão, numa altura em que se não esperava, nem tinha sido objecto de negociações específicas. Ele relaciona este acontecimento com o testamento de D.Afonso de 3 meses atrás.
  • Nesse testamento como disse foram amplamente contemplados a Igreja, as suas instituições e provavelmente ao próprio Papa não esquecendo que durante todos os anos passados desde a homenagem ao Papa, foram sempre escrupulosamente pagos os tributos devidos.
  • O emissário que teria dado a boa nova das contemplações testamentarias poderá ter sido o novo arcebispo de Braga Godinho, anteriormente referido, que terá tomado parte no concílio de Latrão que teve lugar entre 5 e 19 de Março.
  • Sob o ponto de vista político naturalmente as alterações acontecidas na Península também justificavam amplamente que a D.Afonso Henriques fosse atribuído o título de Rex em detrimento do simples dux porque era anteriormente designado.
  • Não havia nenhum rei hegemónico como no tempo de Afonso VII, havia 5 reinos ibéricos independentes e essa questão era tão evidente que se iria manter durante séculos.
  • A partir de 1179 deixava de ser rei de facto para se tornar de pleno direito.
  • Haveria por certo razões de peso para se considerar que o dia de Portugal devia ser o dia 23 de Maio.

41 comentários:

Anónimo disse...

Eu acredito piamente que D. Afonso Henriques, foi o nosso primeiro Rei de Portugal, como os seus filhos, como o seu pai (Conde D. Henrique), filho de Rei da Hungria e mãe, filha de Semur. Acredito, nisto, vem na Monarchia Lusitana, parte VIII.

Afonso disse...

Porque, isto ? Como mostra na monarchia lusitana, que Raymond de Foix, como Raymond São Gilles de Borgonha de Tolosa, eram tios avôs de D. Afonso Henriques e de D. Afonso VII de Castela e Leão.

Este apelido desaparece dos registos da monarquia Portuguesa, porquê ? Quando este apelido existiu na Europa até 1792 com a morte de Louis XVI de França.

Raymond de Tolosa é Raymond de Falgar ou Felgar

D. Frei Raymond de Felgar de Cabois de Tolosa, ano 1270, pagina 262, do livro Agiologio_dominico_vida_dos_Beatos

D. Frei Raymond de Falgario ou Felgar de Tolosa, ano 1231 a 1270, paginas 368,369,370,371,372,373,374,375,376, do livro Agiologio_dominico_vida_dos_beatos:

D. Frei Raymond de Felgar de Cabois de Tolosa, ano 1270, pagina 262, do livro Agiologio_dominico_vida_dos_Beatos

D. Frei Raymond de Falgario ou Felgar de Tolosa, ano 1231 a 1270, paginas 368,369,370,371,372,373,374,375,376, do livro Agiologio_dominico_vida_dos_beatos: Raymond de Falgario ou Felgar é Raymond de Foix

D.Frei Poncio de Felgar de São Gil de Tolosa

Monarchia Lusitana, Livro VIII, terceira parte, D. Raymond São Giles de Tolosa (pertence à casa de La Marche, casa de Hugo Capeto) é genro de Afonso VI de Castela, pagina 34 verso. Este D Raymond de Tolosa é Frei Raymond de Falgario ou Falgar de Tolosa, Livro da alta nobreza da casa de Faudoas, Bispos de Toulouse, Santos e Beatos.

Monarchia Lusitana, Livro VIII, D. Guido de Lousignano (foi rei de Jerusalém e de Chipre), irmão do D Conde de Tolosa (Raymond de Felgar de Tolosa), ano 1103 partiram para a Siria, pagina 44 verso, D. Guido de Lousignan é cunhado de Conde Dom Henrique, pagina 16 e 17 da Corografia Portuguesa.

Raymond de Tolosa, Corografia Portuguesa, pagina 16 e 17, mostra que é cunhado de Conde Dom Henrique. De acordo com Livro da Nobreza da família de Falgario ou Faudoas em França, como da Casa de Miremont, da Casa de Foix, mostra que Raymond de Tolosa é Raymond de Falgar ou Felgar, registos também dos Bispos da Santa Sé.

O conde de Tolosa como primo que era de seu pai o Duque Roberto, por quanto a Rainha de França, mulher do Rei de França Roberto era tia do conde de Tolosa irmã de seu pai. Por outra parte D. Raymundo de Borgonha era sobrinho de Raymond de Falgario de Tolosa, porque Reinaldo, avô de Borgonha e o pai do Conde de Tolosa foram casados com duas filhas de Ricardo o Duque da Normandia. Monarchia Lusitana, pagina 4 verso e pagina 5

Afonso disse...

Porquê que falo na casa de Faudoas, porquê ?

Porque Faudoas ou Felgar ou Falgario foram os Pais dos Reis de França.

GENEALOGICLUE DE LA MAISON DE FAUDOAS.
Dressée fur les Titres originaux des Archives de cette Famille , fur les Registres des Chartes du Roy, du Parlement , de laChambre des Comptes de Paris, de la Trésorerie de Montauban, & fur les Cartulaircs des Abbayes d'Uz-erche , de Grandfclve, & de BellePerche, & autres Actes & Mémoires recueillis par M. du Fourny, Auditeur en la Chambre des Comptes de Paris, & mis en lumière par un de ses amis.

Ôc les services que leurs ancêtres ont rendus a l'Etat : car pour le public, il faut convenir qu'U ne s'intéresse guere à ce qui regarde une maison en particulier, quelque illustre qu'elle soit d'ailleurs. Avant d'entrer dans aucun détail, j'observerai que celle-cy , comme presque toutes les autres de ce rang , prend son nom de la Terre, Château, Bourg òc Baronnic de Faudoas,anciennement au Diocèse de Toulouse, Ôc présentement dans celui de Montauban depuis rérectior* de cet Evêché. Elle est de laScnéchaussée de Toulouse, ôc du f effort du Parlement de cette, même Ville. Elle est située dans une contrée qu'on appelle LeGimois à cause de la petite rivière de Gimone qui Parrose. Cette contrée r dont on n'est jamais bien convenu des limites,. ayant eu autrefois plusieurs Seigneurs dominansqui en joùissoientà titre de Vicomté,' la Terre de Faudoas a relevé tantôt des uns rtantôt des autres. Dabord des Vicomtes de Lomagne erc qualité de Vicomtes de Gimois, puis des Comptes de l'Ifle- Jordain , par l'acquisition qu'ils filent de ce Vicomté l'an 1195. ensuite des Comtes d'Armagnac qui s'en attribuèrent une partie y & enfin deïa Couronne par la réunion de toutes

ces Terres aux Domaines du Roy. On trouve que celle de Faudoas a été de tout temps possédée en toute Justice, haute, moyenne ôc baise, mere ôc mixte impere par les aînez de cette Famille , fans qu'aucune portion soit tombée dans le partage des puînez. Elle a eu assez de Fiefs nobles ôc Seigneuries de fa mouvance, pour donner droitaux Seigneurs de Faudoas de lever Bannière, & de Ja porter à la tête de leurs vassaux dans les Armées , ôc principalement fous les Règnes de Philippe de Valois, ôc du Roy Jean.
Ceux qui onc les premières notions de Pantû quité, gavent que les familles n'avoient point de surnoms avant les Rois Hugues-Capet ôc Robert son fils. C'est du temps de ces Princes, ôc mème depuis, qu'on commença de les surnommer des principales Terres qu'ils possedoient j mais avec .un usage si confus, que leur postérité est tres-diffìcile à démêler. Les cadets prenoient les noms des Seigneuries qui leur avoient été données en partage, ôc les tranfmettoientà leursdefeendans, ce qui fait que les origines des plus grandes races font inconnues, ôc il en reste fort peu dont on puisse justifier la filiation avant l'an 1200. La Maison dont je parle, a Pavamage de prendre de plus loin son origine. Lc Cartulaire de PAbbaye d'Uzerche , ÔC les Chartes de l'Abbayede Grandfelve, nous découvrent fous les Règnes de Philippe I. Philippe Auguste ôc Louis VIII. des Seigneurs de Faudoas qui visiblement onc été les ayeux de ceux dont nous donnons une fuite sans interruption depuis environ l'an i 200.

Eu quero a verdade da historia de Portugal....

Afonso disse...

Era bom que se realizassem o teste maior de ADN, referente aos nossos Reis de todas as dinastias, todos os pretendentes ao trono de Portugal, mesmo a Philippe Augustos Rex de França, como aos Louis, Charles, François de Navarre, Jean, Hugo Capeto, Robertos. Seguir a linhagem do Sangue Real e não de papeis fabricados que hoje querem atirar areia para os olhos.

Salomonem dominum castri de Felgariis

Epistola Caelestini papae III, ad abbatem et conventum Fiscannensem, ne Annee 1197 archidiaconus Caleti procurationem annuam ab hoc monasterio exigat, quam — caritative ahbas Fiscannensis huic ahquoties contulerat. Datum Laterani, 3. 111 nonas Junii, pontificatiis nostri anno vil.

Neustria pia, p. 2^5.

Charta qua nota fit compositio amicabilis inter Berengarium abbatem et Meme mois, probos homines ac populum Villae-magnae et Minariorum et Monetatis ex una"' parte, ac Salomonem dominum castri de Felgariis ex altera de diversis exactionihus nomine guisatici et pedatici, quas praefatus dominus extorquebat.

Anno a Naiivitate ejusdem (Domini) Mcxcvii, regnante Philippo rege Francorum

Factumfuit hoc in cimiterio S. Martini Villa-magnee, mense Junio, iv idus.

Gall. rhrist. edit. 2, tome VI, instr. col. 144; ex tabul. Villae-niagnae.

Charta qua notum fit quod, mediante voluntate Hugonis Raymundi Aquensis praepositi amicabiliter compositoris, sopita fuit omnis controversia inter R. Massiliensem episcopum, et B. priorem, ac fratres Montis-Rivi, quibus idem episcopus laudat honorem Petn de Aurovenes in territorio de Aurovenes, et decimam possessionum in eodem territorio, certis conditionibus. Acta sunt hmc Massilia, in domo domini episcopi, anno ab lncarn. Domini Mcxcvii, mense Junii in vigilid B. Joannis.

Afonso disse...

Como posso comprovar que os meus antepassados, são de Sangue Real, são, como eu também sou e ainda não estou na corrida do trono vacante, como das ligações à casa de Bragança, Cadaval a Royalle de Faudoas. Era bom que muitos apregoam por ai aos sete ventos, que são descendentes de Hugo Capeto, mentem com todos os dentes, mentem.

Loúise de Faudoas, a été érigée en Duché & Pairie par le Roy Louis XIV

ì^g Histoire Genealogiojie vint aux Seigneurs de la Frecte du chef de Loúise de Faudoas, a été érigée en Duché & Pairie par le Roy Louis XIV. en faveur du Maréchal de Berwick, fous le nom de Fitz-James, par Lettres enregistrées au Parlement lc 23. May 1710.

Bertrand de Falguières
Bernard de Faudoas
Born about 1548 in Serillac, France

Son of Antoine de Bourbon and Jeanne III d'Albret Reina de N

Brother of Francois Duc d'Anjou, Father UNKNOWN, Gilles Antoine Faudoas, Madeleine Faudoas, Henry Bourbon III & IV, Jean Gilles Faudoas, Marguerite Faudoas, Duke Henri of Beaumont, Catherine Faudoas, Jean Francois Faudoas, Henri IV 'le Gran' de Bourbon Roi de Fra, Son De Bourbon, Madeleine de Bourbon and Catherine de Bourbon

Antoine de Bourbon

Born April 22, 1518 in La Fère, Picardie, France

Son of Charles IV de Bourbon and Françoise d'Alençon

Brother of Renata De Vendosme, Jacques d'Orleans, Renee d'Orleans, Louis de Bourbon, Marie De Vendosme, Marie de Bourbon, Duchess Marguerite of Bourbon, Renee Dunois [ Comte de, Marguerite de Bourbon-Vendôme, Francois de Bourgon 1519-1545, Madeleine de Bourbon, Louis de Bourbon - Vendome, Charles de Bourbon, Catherine Abbess Of Soissons, Renee de Bourbon, Jean de Bourbon, Louis (1530-1569) de Bourbon and Eleanore Abbess Of Fontebrald

Husband of Jeanne III d'Albret Reina de N — married October 20, 1548 in Moulins

Father of Father UNKNOWN, Francois Duc d'Anjou, Gilles Antoine Faudoas, Madeleine Faudoas, Henry Bourbon III & IV, Jean Gilles Faudoas, Bernard Faudoas, Marguerite Faudoas, Duke Henri of Beaumont, Catherine Faudoas, Jean Francois Faudoas, Henri IV 'le Gran' de Bourbon Roi de Fra, Son De Bourbon, Madeleine de Bourbon and Catherine de Bourbon

Died November 17, 1562 in Les Andelys, Haute-Normandie, France

Antoine de Bourbon Born April 22, 1518 in La Fère, Picardie, France Son of Charles IV de Bourbon and Françoise d'AlençonBrother of Renata De Vendosme, Jacques d'Orleans, Renee d'Orleans, Louis de Bourbon, Marie De Vendosme, Marie de Bourbon, Duchess Marguerite of Bourbon, Renee Dunois [ Comte de, Marguerite de Bourbon-Vendôme, Francois de Bourgon 1519-1545, Madeleine de Bourbon, Louis de Bourbon - Vendome, Charles de Bourbon, Catherine Abbess Of Soissons, Renee de Bourbon, Jean de Bourbon, Louis (1530-1569) de Bourbon and Eleanore Abbess Of FontebraldHusband of Jeanne III d'Albret Reina de N — married October 20, 1548 in Moulins Father of Father UNKNOWN, Francois Duc d'Anjou, Gilles Antoine Faudoas, Madeleine Faudoas, Henry Bourbon III & IV, Jean Gilles Faudoas, Bernard Faudoas, Marguerite Faudoas, Duke Henri of Beaumont, Catherine Faudoas, Jean Francois Faudoas, Henri IV 'le Gran' de Bourbon Roi de Fra, Son De Bourbon, Madeleine de Bourbon and Catherine de BourbonDied November 17, 1562 in Les Andelys, Haute-Normandie, France

ricardo bleauclerc disse...

Até mesmo o Senhor Louis XX de Bourbon, dos vários pretendentes ao trono a França, nem querem ouvir falar de teste de ADN, sabem porquê ?

Porque essa gentalha, na queda da Bastilha, ao terem eliminado a família, os parentes desta gente, vem de uma meia irmã de Louis XVI, não tem linhagem directa, como possuem os Mortmart, Moutanban, Rochechoaurt, Tonnay, Berry, Teurribe, Saboullies, Guienne e etc. Os Anjou e Foulque também podiam ser, mas na queda da Bastilha, mataram todos os Falgar ou Falga, descendentes directos desde que existe Engelger, Anjou e Foulque. A verdade, da história de Portugal, tem que vir ao de cima, chega de maçons e republicanos e mesmo monarquicos liberais, querem esconder. O Povo português não é parvo, não

Esses bourbons e orleans, foram filhos de Faudoas, filhos, gente que não merece sequer viverem, não merecem.

MAISON DE FAUDOAS- Condor de Golard fille d'Aissin de Golard , & de Royalle de Faudoas, aussi fa filleulle, & à Realle

Tolosains, que Bertrand , autorisé dcvBeraud , Seigneur de Faudoas son pere, veut qu'elle puiíTe repeter fur tous ses biens! Cette Dame étoit sœur puînée de Condor de S aboulies , femme de Bertrand de Tlíle Seigneur de Tarraube Elles avoient pour oncle paternel Pierre de Sdboulies Evêque de Couzerans , qui faisant pour elles, conjointement avec Reaile leur mere & le Seigneur de Tarraube, compromirent avec Bertrand de l'Ille Evcque de Toulouse, & Jordain Seigneur de l'Ifle son frère en lapersonne de Bernard far la grâce de Die» Comte de Comcnge , tous les differens qu'ils avoient au sujet de la terre de Levignac, donnée en échange au Seigneur de l'Ifle par Realle & ses filles, pour partie des terres de Terride , & de Sarranr. Ce compromis est du 5. de l'iísuë d'Octobre 1273. & sc voit avec l'acte d'échange, & autres concernans cette affaire aux fol. 7,6.133.135.&138. d'un fort gros registre intitulé , La Saume de l'Jjle, qui est aux archives de la Trésorerie de Montauban.

Elle fait divers legs à Condor de Faudoas fa nièce , Religieuse de l'Ordrc de Fontevrauld au Monastère de Bonlieu, vulgairement áppellé Bou* Jeau, à Scguine fa fillculle, fille de feu Aissin Seigneur de Faudoas, à N... de Lomagne fille de Gaston de Lomagne fa filleulle, à Condor de Golard fille d'Aissin de Golard , & de Royalle de Faudoas, aussi fa filleulle, & à Realle

ricardo bleauclerc disse...

Mais registos....

1315. de la lomme de i
du Fossat Seigneur de Madaillan , Bertrand de Golard , Raymond-Guillaume de Falgar, Raymond de Goth Chevaliers , Bertrandde la Mothe , Bertrand de Pardaillan, Thibaut de Barbazan Damoiseaux. Régine de Goth Vi- Mi Bai„M a comtesse de Lomagne, femme de Jean Comte d'Armagnac, donné ce Testadonna par son testament du a. des ides d'Aoust 1324. à la "XJdïseí'oîmême Marqueze , la somme de 2000. livres des petits tour- te« fur la vie de* nois , en cas que le Comte vint à décéder fans enfans. Elle PaP" d'Avignon, étoit morte le 25. Septembre 1336. & le Seigneur de Faudoas , son premier mari, testa au château de Faudoas le Jeudy aprés la fête de Saint Laurens 1317. il élit fa sépulture dans le cloitre du Monastère de Grandselve au tombeaude feu Aiísin de Faudoas son pere. II donne par droit d'institution à Reallc sa fille , la somme de 2000. livres tournois , à raison dequoi elle ne pourra plus rien prétendre fur ses biens: & cn cas de decés fans enfans 5 la meme foin

VIlI. R E Al Le D E Faudoas fut héritière en partie de fa mere j elle épousa fordaìn de StSedtyhac dilhac, fils de Raymond -Bernard Seigneur de d'argent au Lyon Sedilhac, qu'on nomme aujourd'hui Serillac Jcgueule*, par corruption, maison fondue dans celle de
Faudoas, comme nous verrons en traitant de ; . la branche de Serillac. Elle porta à son mari, conformément au testament deson pere, la somme de 2000.livres des petits tournois, & au surplus, le lit & habits nuptiaux, lectun* ejr harnejìum nobile &nuptiale. Les sieurs de Sedillac reconnurent avoir reçu le tout par acte passé à Faudoas le 27. Novembre 1337. pardevant Arnaud-Guillaume Laurcns


1200 - Naissance de Raimond de Falgar au château de Miremont
Histoire des Comtes de Toulouse, Catel

1208 - Bernard de Miremont agit en qualité de Commissaire, chargé de recueillir les serments de fidélité, durant la croisade des Albigeois ( 1208 - 1226 )

15 aout
1224 - Sicard I fils de Bernard de Miremont, vend à Raymond (comte de Toulouse) ses possessions de Montgiscard

21 mars
1232 - Raimond du Falga ou de Felgar, né au château de Miremont et provincial des frères prêcheurs, est élu évêque de Toulouse. Il est le quarante-deuxième évêque de Toulouse. Il marche sur les traces de Foulque, son prédécesseur, poursuit avec vigueur les hérétiques et défend avec ardeur les droits de son église
Notes sur l'histoire du Languedoc-Tome 4 P 355-

Article Société Archéologique

Nuno Filipe disse...

Esses registos não desapareceram Afonso, eles simplesmente NUNCA EXISTIRAM na Monarquia Portuguesa. Pois, eles eram Franceses e nunca vieram para Portugal. A Monarquia começou com Dom Afonso Henriques e os seus avós nada tinham, a ver com ela!!!

Anónimo disse...

Senhor Nuno Filipe, os registos existem, no livro da Historia da Geneologia da casa Real Portuguesa, livro IV, pagina 6, mostra com clareza, a mistura de Sire D´Albret com o seu irmão de sangue e primo Afonso V rei de Portugal.

Para o Senhor Nuno e para os demais pessoas, a minha família, entrou em Portugal em 1147, pelas ordens da Seraficas e da Grande Observancia, entramos, por Lara (Albuquerques, Medina, Gusmão, Villalobos, La Cerda, Tastaramaras, Gonzaga), por D´Albret casa da Gasconha, casa pertencente a Royalle de Faudoas, existem 7 registos de matrimónio a Faudoas. D´Albret, nasceram D´Armagnac, Lorena, casaram com famílias Mello e Cadaval (casa francesa, vem em registo pagina 226 em Royalle de Faudoas)

Portanto os registos existem, basta ler, nas vossas PROVAS da Torre do Tombo, do livro IV da Geneologia da casa Real Portuguesa.

A pergunta fica no ar, porquê que hoje as gentes usam nomes de casas, como apelidos, porque os apelidos de casas, como Lara, Albuquerque, são casas, não são apelidos. No livro da Geneologia da casa de Lara, mostra os apelidos. Porquê que estas gentes ignoram os apelidos ???

Na monarchia Lusitana, na corografia portuguesa, santos e beatos, Serafica e da Grande Observancia, mostram o meu apelido, como pertencente a parente de rei. Se fomos reis em Inglaterra, França, Alemanha, Navarra, Aragão, Catalonia, Chipre, Jerusalem, Espanha, porquê que em Portugal é diferente ?

Os registos existem e eu faço o teste de ADN aos Augustos como todo o prazer e assim calo de vez o Senhor Nuno e os demais amigos

Passem bem

Jaime Pereira de Melo disse...

Ó anónimo, se o senhor soubesse alguma coisa do que diz, não diria disparates!!! O que é que interessa o Sire D'Albret ser primo de Dom Afonso V??? Mas quem é que herda o trono, são os filhos, ou os primos direitos SEU BURRO???
O que é que interessa você descender do Hugo Capeto!?? Por acaso o Hugo alguma vez foi Rei de Portugal seu burro???
Para ser Rei de Portugal, tem de ser descendente de Dom Afonso Henriques e não dos bisavós, ou primos dele, percebe seu ignorante??? A última Dinastia foi a de Bragança e a próxima, será quem as Côrtes Aclamarem, se algum dia restaurarmos a Monarquia!??

Jaime Pereira de Melo disse...

A pergunta fica no ar, porquê que hoje as gentes usam nomes de casas, como apelidos, porque os apelidos de casas, como Lara, Albuquerque, são casas, não são apelidos. No livro da Geneologia da casa de Lara, mostra os apelidos. Porquê que estas gentes ignoram os apelidos ???

(...) Na monarchia Lusitana, na corografia portuguesa, santos e beatos, Serafica e da Grande Observancia, mostram o meu apelido, como pertencente a parente de rei. Se fomos reis em Inglaterra, França, Alemanha, Navarra, Aragão, Catalonia, Chipre, Jerusalem, Espanha, porquê que em Portugal é diferente ?
MAS QUE PARVOÍCE É ESTA ANÓNIMO??? MAS QUEM É QUE FOI REI DE INGLATERRA E FRANÇA E MAIS NÃO SEI O QUÊ e sobretudo, QUE RAIOS TEM ISSO A VER COM PORTUGAL SUA BESTA, que não tem outro nome!!!??? Você é uma BESTA completa pá!!!
O que interessa em Portugal, é A PARTIR de Dom Afonso Henriques seu burro!!! Os antepassados dele, não interessam NADA.
E essa parvoíce das casas e dos Apelidos É O QUÊ seu ignorante!? Você só não é mais burro, por falta de espaço, não é!? Casas ou Famílias são a mesma coisa seu grande burro!!! Portanto se uma determinada Casa ou Família tem um Apelido, é dela e pronto!!! Ninguém mudou nada, seu burro!!!

Jaime Pereira de Melo disse...

Ó Afonso, você disse que...
"... Como posso comprovar que os meus antepassados, são de Sangue Real, são, como eu também sou e ainda não estou na corrida do trono vacante, como das ligações à casa de Bragança, Cadaval a Royalle de Faudoas. Era bom que muitos apregoam por ai aos sete ventos, que são descendentes de Hugo Capeto, mentem com todos os dentes, mentem...".
Mas quais antepassados é que você fala??? E o que é que a Casa de cadaval tem a ver com a Casa de Faudoas!??

Anónimo disse...

É MENTIRA Afonso e Ricardo Bleauclerc, o seu nome é João Pedro Lopes Falgar. E os seus antepassados foram trabalhadores rurais, gente boa e séria, mas PLEBEUS e gente simples.

Está tudo aqui para quem quiser ler:
http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=324012

Jaime Pereira de Melo disse...

Ó João Pedro Falgar, os seus antepassados são estes:
AVÓS
4 DANIEL Simões FELGAR
5 Altina Soares.
6 …
BISAVÓS
8 JOAQUIM Simões FELGAR
9 M Glória Tavares.
10 …
TRISAVÓS
16 JOÃO Simões FELGAR
17 Maria Carvalho ou Maria Henriques
18 António Simões de Moura
19 Joaquina Tavares
20 …
TETRA-AVÓS
32 MANUEL Simões (FELGAR)
33 Josefa de Jesus
34 José Henriques Pedro
35 Antónia Carvalho
36 …
5.º-AVÓS
64 ANTÓNIO Simões (FELGAR),
65 Maria Teresa
66 António Henriques
67 Luísa Simões
68 Manuel Pedro
69 Maria Henriques
70 José Simões Piolho
71 Maria Carvalha
72 …
6.º-AVÓS
128 PAI INCÓGNITO
129 MARIA PEDRA, do lugar de FELGAR, freguesia de Penacova.
130 PAI INCÓGNITO
131 Maria Teresa de Jesus

7.º-AVÓS

258 Pedro Lopes
259 Cipriana Dias

262 Manuel Fernandes
263 Maria Simões.
E NUNCA FORAM NOBRES SEQUER, QUANTO MAIS REIS DE PORTUGAL.

Anónimo disse...

Ó João Pedro Felgar, dizeres que a Casa de Cadaval é Francesa, é no mínimo de mau gosto, porque, até uma criança sabe que a Casa de Cadaval é Portuguesa. Só tu, que és burro, ignorante E MUITO MENTIROSO é que inventas estas coisas!!!
Nunca houve nenhuma família FAUDOAS em Portugal. PONTO. E os teus antepassados já estão investigados até aos sétimos avós e FORAM TODOS PLEBEUS e Trabalhadores Rurais. OK!? Portanto, para de inventar mentiras e dizer coisas que nunca existiram, porque já chega de mentiras pá... Ainda por cima, mentiras SEM SENTIDO. A Ordem da Serafica e da Grande Observância... Mas que Ordens foram essas João Pedro??? Só tu é que as conheces, porque nunca ninguém ouviu falar delas em Portugal!!!
SEU GRANDE BURRO, IGNORANTE dum raio!!!

João Faudoas disse...

Isto é para os inteligentes, que acham que todo são apelidos, não é senhores do mais ilustre, então os senhores são tão mentirosos que não sabem o que falam, se falo de Realle de Faudoas, é porque é verdade, é como eu dizer que antes de 5 de Outubro de 1910, eram todo casas, casas e nunca foram apelido. Mas os ignorantes como vós, querem ter razão a todo o custo





Fidalgo, e famoso Cavalleiro Ruy de Mello -, Senhor da casa de Mello

A todos seja memoria desta sepultura, e do muito generoso Fidalgo, e famoso Cavalleiro Ruy de Mello -, Senhor da casa de Mello , o qual em vida do mui alto , mui excellente, e mui poderojo Principe EIRei D. Affonso V. foi Almirante de seus Reinos , e seu Fronteiro Már , e Governador de suas armar, no Reino do Algarve , o qual pela bondade de sua Pejsea , e valentia de Juas armas, fez muitos ajjignalados serviços a Deos , a seu Rei, e a seus Reinos, segundo nos vivos he manifesto, atâ em elle prender morte, a qual foi a XFI. de Julho, anno do Senhor MCCCCLXV1, a qual sepultura mandou fazer a muito generosa Senhora D. Brites Pereira., sua mulher , para elle , e parét fi, epara Micer Lançarote, filho dos ditos Senhores , outro fi Almirante que foi deste Reino , cuja Senhora foi sobrinha do mui magnifico , poderoso , e virtuoso Senhor Conde D. Nuno Alvres Pereira, Condestable que foi destes Reinos. Requiescat in pace. Amen. Amen. ■' n' '• ■; *. .v. . .- .; ■ , -.


La Casa de Téllez-Girón es un linaje nobiliario español (de la Corona de Castilla), procedente de la casa de Girón y vinculado con la casa de Pacheco.1 El apellidoTéllez-Girón proviene de la unión de los apellidos del matrimonio formado por María Téllez de Meneses (de la casa de Meneses) y Gonzalo Ruiz Girón.2 A este linaje pertenecieron los señores de la Casa de Osuna: condes de Ureña, duques de Osuna y marqueses de Peñafiel.


mas como os senhores fazem árvores de geneologia baseados em apelidos da republica e depois antes de 5 de Outubro de 1910, os apelidos passam a nomes de casas, que trapalhada

Pois os ilustres mostraram a minha geneologia, está correcto, pois eu aqui na republica tenho apelido e na monarquia nos 5 forais de reis, não somos nomes de terras, não somos nomes de casas, somos apelidos.

Eu posso realizar essa ligação, os outros estúpidos não passam e não fazem ligação alguma

Mais em 1821 o meu tetravô, veio ao mundo sem nada, pois, este era em 1821, o último cardeal de Coimbra da Inquisição, dos Pregadores Reais e era irmão de D. João VI rei de Portugal. Os ignorantes um dia falamos

João Faudoas disse...

Eu vou acabar com a vossa raça, ignorantes

João Faudoas disse...

A Familia era todas as casas da nobreza, clero e realeza

Casa é um dote, um foro, uma conquista dado por um rei

apelido é um conjunto de casas na monarquia, existia um só apelido, um só apelido, agora imaginem que todos vós tem uma imaginação fertil, imaginem só


Agora na republica, apelido é o sobrenome de uma familia


Mais meus caros amigos, sabem o que descobri mais, que os Mello, Menezes, os Sotomayor, os bourbons, os orleans, os cadaval, os clermont, são de facto maçons

MAÇONS, SABEM O QUE ISTO, SÃO OS COVEIROS DA MONARQUIA, OS COVEIROS DA MONARQUIA. AI SENHORES AI, DEIXAI VOS ESTAR, IGNORANTES, CHICOS ESPERTOS,


O APELIDO TEM UM CONCEITO NA MONARQUIA, NA REPUBLICA TEM OUTRO

CASA TEM UM SIGNIFICADO E APELIDO TEM OUTRO

A ÁGUA E O AZEITE, NÃO SÃO LIQUIDOS ? MAS NÃO SE MISTURAM, POIS NÃO ? MAS OS ILUSTRES MESTRES MAÇONS, MISTURAM TUDO, EU ACABO CONVOSCO DAS GENEOLOGIAS, NEM RESPOSTA TEM INVENTAM COISAS

João Faudoas disse...

se digo que venho da Gasconha por D. Afonso Henriques, é porque é verdade, senhores maçons, é verdade

sabem o que acontece a gente do vosso calibre, na monarquia, eu já sei o que destinado para os ilustres senhores, eu sei muito bem

João Faudoas disse...

HOJE SEI MAIS DA MINHA FAMÍLIA QUE OS ILUSTRES MAÇONS, EU VOU ACABAR COM A VOSSA RAÇA, ACABO

HOJE TENHO PROVAS, NÃO SÃO ESSAS QUE EXISTEM AI, NÃO, SÃO MAIS IMPORTANTES, É DAS LIGAÇÕES DE MEU APELIDO, AOS MELLO, SILVEIRA, MENEZES, ABREU, SILVA, É E MUITO MAIS ISTO ANTES DE ENTRAREM OS TAIS MAÇONS EM 1816 A 1821. INSULTARAM ME SEUS MERDAS, EU ACABO COM OS CHICOS ESPERTOS

João Faudoas disse...

isto é da famosa Geneall de França, reparem que bourbon é o vencedor da destruição de Louis XVI

e vejam seus ignorantes o que estes maçons escreveram

Descendant de Hugues Capet Louis XIV, roi de France
Descendant de Charlemagne Descendant de Hugues Capet Descendant de Fernando I de León y Castilla Descendant de Guillaume le Conquérant Descendant de Afonso Henriques de Portugal
* Saint-Germain-en-Laye 05.09.1638 + Yvelines, Versailles 01.09.1715
Parents
Père: Louis XIII, roi de France * 27.09.1601 Descendant de Hugues Capet
Mère: Ana Mauricia de Austria, infanta de España * 22.09.1601 Descendant de Hugues Capet
Mariages
Mariage I: Saint Jean de Luz 09.06.1660
Maria Teresa de Austria, infanta de España, Princesa de Asturias * 20.09.1638 Descendant de Hugues Capet

Mariage II: 12.01.1684
Françoise d' Aubigné, marquise de Maintenon * 27.11.1635 Descendant de Hugues Capet

Enfants
Enfants du Mariage I:
Louis de Bourbon, le grand dauphin de France * 01.11.1661 Maria Anna, Prinzessin von Bayern Marie Emilie Sophie Joly de Choin
Anne-Élisabeth de Bourbon, princesse de France * 18.11.1662
Marie-Anne de Bourbon, princesse de France * 16.11.1664
Marie-Thérèse de Bourbon, princesse de France * 02.01.1667
Philippe de Bourbon, duc d' Anjou * 05.08.1668
Louis-François de Bourbon, duc d' Anjou * 14.06.1672
Enfants du Mariage II:
Sans postérité
Enfants de Louise Françoise de la Baume le Blanc, duchesse de la Vallière* 06.08.1644 Descendant de Hugues Capet
Charles de La Baume Le Blanc * 19.11.1663
Philippe de La Baume Le Blanc * 07.01.1665
Marie-Anne de Bourbon, mademoiselle de Blois * 02.10.1666 Louis Armand I de Bourbon, prince de Conti
Louis de Bourbon, comte de Vermandois * 03.10.1667
Enfants de Marie Angélique de Scorraille de Roussille, duchesse de Fontanges* 09.1661 Descendant de Hugues Capet
N de Bourbon * 01.1680
Enfants de Claude de Vin * c. 1640
Louise de Maisonblanche * c. 1675 Bernard de Prez, baron de La Queue
Enfants de Françoise Athenais de Rochechouart, marquise de Montespan* 05.10.1640 Descendant de Hugues Capet
N * 1669
Louis Auguste de Bourbon, duc du Maine * 31.03.1670 Anne Louise Bénéctine de Bourbon, Mademoiselle de Charolais
Louis César de Bourbon, comte de Vexin * 20.06.1672
Louise Françoise de Bourbon, mademoiselle de Nantes * 01.06.1673 Louis III de Bourbon, prince de Condé et d' Enghien
Louise Marie Anne de Bourbon, mademoiselle de Tours * 12.11.1674
Françoise Marie de Bourbon, mademoiselle de Blois * 25.05.1677 Philippe II de Bourbon, duc d' Orléans
Louis Alexandre de Bourbon, comte de Toulouse * 06.06.1678 Marie-Victoire-Sophie de Noailles
Titres
Rois de France (48)
Chronologie
Data only available to Geneall Plus registered users.
Please Login or read access conditions.
Liens Relationnés
Data only available to Geneall Plus registered users.
Please Login or read access conditions.



João Faudoas disse...

agora vamos à casa Realle de França e vamos buscar o registo de Louis XIV, com quem casa, e a data é de 1710
Observem seus ignorantes


Louise de Faudoas, a été érigée en Duché & Pairie par le Roy Louis XIV

ì^g Histoire Genealogiojie vint aux Seigneurs de la Frecte du chef de Loúise de Faudoas, a été érigée en Duché & Pairie par le Roy Louis XIV. en faveur du Maréchal de Berwick, fous le nom de Fitz-James, par Lettres enregistrées au Parlement lc 23. May 1710.
Second Lit. VII. François Defaudoas dit d'Avcrton , Comte de Bclin ci-aprés.


VIII. Leonor De Faudoas-averton épousa François de Rochechouart Marquis de Bonnivet, fils Rochechouart à'Aimé deRochechouart Seigneur de Taunay-Charante, & &CdcantuCdu]cTdc de Leonor de Saulx Dame de Fougerolles fa cousine ger- six picecs. * maine, fille de Guillaume de Saulx II. du nom, Vicomte de Tavancs, Chevalier des ordres du Roy, Lieutenant General au Gouvernement de Bourgogne, & de Catherine Chabot, fille de Leonor Chabot Comte de Buzançois & de Charny, grand Ecuyer de France, & de Claude , . Gouffier. Ce Seigneur de Taunay-Charante, bcau-pere de nôtre Leonor de Faudoas, étoit quatrième fils de René de Rochechouart Baron -de Mortemar, Chevalier des ordres du Roy , & de Jeanne de Saulx , fille de Gaspard de Saulx Seigneur de Tavanes, Maréchal de France, Gouverneur • de Provence, Amiral des Mers du Levant, & de Françoise de la Baume-Montrevcl. Leonor de Faudoas n'eut de son époux qu'une fille unique nommée Leonor de RochechouartMarquise de Bonnivet-, qui fut mariée avec 1 acques deMesgrigny Chevalier, Séigneur d'Efpoiflcs, Conseiller du Roy en ses Conseils, Président au Parlement de . Rouen > & Conseiller honoraire à celui de Paris. De cetsc


VEJAM SE ENCONTRAM BOURBON, OBSERVEM SEUS IGNORANTES E A CASA DE CADAVAL é DE FRANÇA, COMO OS MELLO, SÃO DE FRANÇA, PARA CALAR A UM IGNORANTE QUE NEM NOME TEM PARA SE MOSTRAR, OS COBARDES SÃO ASSIM. MAS NESTA VIDA TUDO TEM UM FIM, EU IREI DESCOBRIR QUEM ME TRATOU MAL....

reparem que em França, falam tambem em casas e não em apelidos
de registos de 1710


A CASA DE MELLO, FOI CRIADA PELO VISCONDADO DE NARBONNE E ESTA CASA FOI CRIADA POR GUILLAUME DE FALGAR OU FELGAR DE VENERQUE A SUL DE FRANÇA

João Faudoas disse...

OS CHICOS ESPERTOS, MESTRES DOUTORES, LICENCIADOS EM HISTÓRIA, QUE MISTURAM ALHOS COM BOGALHOS, CONCEITOS DE MONARQUIA COM CONCEITOS DA REPUBLICA

OS IDIOTAS COMO TODOS OS SENHORES, QUE NEM DEVIA TRATAR COM TANTA VÊEMENCIA, PORQUE A VOSSA COMPREENSÃO É DO MAIS BAIXO QUE EXISTE


QUANDO DIGO, QUE VENHO DA GASCONHA, QUE VENHO REALEZA PORTUGUESA, É PORQUE É VERDADE, QUANDO MUDARMOS DE SISTEMA, MUITAS CABEÇAS, VÃO ROLAR, VÃO E EU TENHO UMA SÓ PALAVRA, NINGUÉM, MAS NINGUÉM ME INSULTA O BOM NOME DE MINHA FAMÍLIA, NINGUÉM, VOCÊS MAÇONS, TEM O VOSSO DIA JÁ PRÉ DETERMINADO


ANTES DE 5 DE OUTUBRO DE 191O, ERAM CASAS E MILHARES DE CASAS, AZEVEDO, COSTA, LAGE, LARA, ALBUQUERQUE, MENEZES, TELLES, MASCARANHAS, LEMOS, AVIS, LANCASTRE, PACHECO, PENAFIEL, AVEIRO, PORTO, LISBOA, PORTUGAL, MILHARES DE CASAS, COM UM SÓ APELIDO. O MEU. POSSUO 5 FORAIS QUE NÃO SOMOS CASAS, NÃO SOMOS NOMES DE TERRAS, SOMOS CAVALEIROS FIDALGOS, PERTENCEMOS À COROA AO REINO DE PORTUGAL, PARENTE DE REI



EU QUERO ACABAR COM AS VOSSAS MENTIRAS, QUERO TERMINAR COM AS VOSSAS VIDAS, QUANDO VOLTARMOS AO SANGUE DE ALOGRUPO I-M253 A BRINCADEIRA VAI PIAR FINO, VAI E TODOS VÓS, VÃO SER DESCOBERTOS QUEM SÃO, DEVEM EXISTIR LIGAÇÕES, COM CERTEZA.


PASSEM BEM, CONTINUEM A CONSERVAR A VOSSA REPUBLICA, CONTINUEM, MAS EU SEI O QUE VÓS ESPERA, DO OUTRO LADO, EU SEI

MENTIREM, INSULTAREM O MEU BOM NOME, SÓ EXISTE UMA FORMA PARA RESOLVER ISTO, NÃO É LEIS DE BANIMENTO, NÃO, EM CADA TERRA EXISTE UM PELOURINHO, VÃO SABER PARA QUE SERVIA. Ó ESTUDIOSO

João Faudoas disse...

ESTOU COM MUITA RAIVA DE ANIMAIS COMO ALGUNS QUE TEMOS NESTE PORTUGAL, INVENTAM MERDAS, E MENTEM PARA TEREM TODA A VERDADE DO LADO DESTES PALHAÇOS, AGORA FUNCIONA O VOTO, NO TEMPO DE MEU PRIMO D. CARLOS I, D. MANUEL II ERA DE OUTRA FORMA E NÃO VEJO A HORA DE MUDARMOS, VOCÊS NÃO TEM HUMILDADE, NÃO TEM HUMILDADE, COMO TEVE OUTRO ANIMAL, ANTÓNIO DE ALBUQUERQUE, QUE PASSA AS HORAS A INSULTAR, DEPOIS DE CONFIRMAR QUE A CASA LARA, FORA CRIADA POR FULGAR OU FELGAR, A CARAPUÇA DESTA GENTE CAIU E DEPOIS VEIO PEDIR DESCULPAS.

EU VOU TERMINAR, EXTINGUIR COM MAIS DE 80% DA NOBREZA, VOU, UM BANDO DE MENTIROSOS E CUSPIRAM NO PRATO

João Faudoas disse...

ESTOU COM MUITA RAIVA DE ANIMAIS COMO ALGUNS QUE TEMOS NESTE PORTUGAL, INVENTAM MERDAS, E MENTEM PARA TEREM TODA A VERDADE DO LADO DESTES PALHAÇOS, AGORA FUNCIONA O VOTO, NO TEMPO DE MEU PRIMO D. CARLOS I, D. MANUEL II ERA DE OUTRA FORMA E NÃO VEJO A HORA DE MUDARMOS, VOCÊS NÃO TEM HUMILDADE, NÃO TEM HUMILDADE, COMO TEVE OUTRO ANIMAL, ANTÓNIO DE ALBUQUERQUE, QUE PASSA AS HORAS A INSULTAR, DEPOIS DE CONFIRMAR QUE A CASA LARA, FORA CRIADA POR FULGAR OU FELGAR, A CARAPUÇA DESTA GENTE CAIU E DEPOIS VEIO PEDIR DESCULPAS.

EU VOU TERMINAR, EXTINGUIR COM MAIS DE 80% DA NOBREZA, VOU, UM BANDO DE MENTIROSOS E CUSPIRAM NO PRATO

João Faudoas disse...

EU QUERO SABER QUEM FOI ESTE ANIMAL QUE ME INSULTOU A MIM E À MINHA FAMÍLIA, PORQUE O PERDÃO ACABOU, ACABOU. EU VOU TER A MINHA VINGANÇA, VOU E EU NÃO QUAISQUER DÚVIDAS E QUERO SABER QUEM É ESTE ANIMAL



Anónimo Anónimo disse...
Ó João Pedro Felgar, dizeres que a Casa de Cadaval é Francesa, é no mínimo de mau gosto, porque, até uma criança sabe que a Casa de Cadaval é Portuguesa. Só tu, que és burro, ignorante E MUITO MENTIROSO é que inventas estas coisas!!!
Nunca houve nenhuma família FAUDOAS em Portugal. PONTO. E os teus antepassados já estão investigados até aos sétimos avós e FORAM TODOS PLEBEUS e Trabalhadores Rurais. OK!? Portanto, para de inventar mentiras e dizer coisas que nunca existiram, porque já chega de mentiras pá... Ainda por cima, mentiras SEM SENTIDO. A Ordem da Serafica e da Grande Observância... Mas que Ordens foram essas João Pedro??? Só tu é que as conheces, porque nunca ninguém ouviu falar delas em Portugal!!!
SEU GRANDE BURRO, IGNORANTE dum raio!!!

8:54 da tarde

João Faudoas disse...

eu exijo desta publicação de D. Afonso Henriques, os nomes destas pessoas, todas elas, os nomes, para não ir para ao sistema em Msdos e pedir a outros por links de ligações, os IPs das contas, EU EXIJO OS NOMES DESTES ANIMAIS, TODOS ELES

João Faudoas disse...

EU QUERO DAR UMA LIÇÃO DE VIDA A ESTES PUTOS, EU QUERO PARTIR A CARA A GENTE QUE ME INSULTA A MIM, E AOS MEUS, OS REIS ANTERIORES A 1821

EU QUERO PARTIR A CARA E REMOVER OS NOMES DESSES ANIMAIS DE SEUS APELIDOS, QUERO TIRAR LHES TODO O PATRIMÓNIO QUE TIVEREM, TODAS AS LIGAÇÕES DE CASAMENTOS, LHES SERÃO RISCADOS DE QUALQUER REGISTO, ELIMINADOS TODOS À SUPERFICIE DA TERRA, A IMPRUDÊNCIA DE GENTE QUE NÃO TEM MIOLOS, A ÚNICA SOLUÇÃO PARA ESTA GENTE, PARA NÃO SE FAZER O QUE OS MAÇONS, FIZERAM AOS MEUS,QUE FUSILAVAM E DEPOIS ENFORCAVAM, CORTAVAM LHES A CABEÇA, AS MÃOS, QUEIMAVAM NOS E DEIXAVAM PARA OUTROS ANIMAIS COMEREM.


EU QUERO ACABAR COM A VOSSA RAÇA DE UMA MANEIRA OU DE OUTRA, DEVIA FAZER O QUE NÓS FIZERAM A NÓS, ERA, EU TENHO SANGUE DE REIS CARALHOS DE MERDAS A TODOS, ALOGRUPO I-M253
~


João Faudoas disse...

VOCÊS NÃO ME DÃO DESCANSO, ENQUANTO CONTINUAREM A PROVOCAR, MAIS GARRA TENHO EU, EM VÓS MANDAR PARA OS QUINTOS DOS INFERNOS.

VOCÊS MATARAM A MONARQUIA, VOCÊS MATARAM A MONARQUIA, OS REIS, MATARAM TODA A HERANÇA QUE QUALQUER NAÇÃO ADORAVA TER, TIVEMOS 745 ANOS DE HISTÓRIA, EM TODO ESTE TEMPO, PEDIMOS UMA VEZ A 50% DINHEIRO AO BANCO DE PORTUGAL EM 1896 PARA NOS AJUDAREM.

VEIO A VOSSA REPUBLICA E DEU NISTO, SÓ ROUBO E ROUBO

NÓS OS PORTUGUESES, SEM O OURO, DAS COLONIAS, SEM A PRODUÇÃO DE OUTROS TEMPOS, NOS REGISTOS DE 1700 A 1800, MOSTRA ALGO INÉDITO, TIVEMOS GUERRAS QUE AS SUPORTAR, PAGAMOS E AJUDAMOS OS FRANCESES E OS INGLESES E NÃO TINHAMOS OURO.


SEUS GRANDES ANORMAIS, EU EXIJO SABER OS VOSSOS NOMES, OS VOSSOS NOMES, EU VOU ACABAR COM A VOSSA RAÇA, EU SOU REI CARALHOS DE MERDA, EU SOU REI E QUEREM PROVA, TEM O MEU SANGUE EXACTAMENTE IGUAL A d. JOÃO VI

João de Mascarenhas disse...

Ó João Faudoas, os teus antepassados foram estes:
AVÓS
4 DANIEL Simões FELGAR
5 Altina Soares.
6 …
BISAVÓS
8 JOAQUIM Simões FELGAR
9 M Glória Tavares.
10 …
TRISAVÓS
16 JOÃO Simões FELGAR
17 Maria Carvalho ou Maria Henriques
18 António Simões de Moura
19 Joaquina Tavares
20 …
TETRA-AVÓS
32 MANUEL Simões (FELGAR)
33 Josefa de Jesus
34 José Henriques Pedro
35 Antónia Carvalho
36 …
5.º-AVÓS
64 ANTÓNIO Simões (FELGAR),
65 Maria Teresa
66 António Henriques
67 Luísa Simões
68 Manuel Pedro
69 Maria Henriques
70 José Simões Piolho
71 Maria Carvalha
72 …
6.º-AVÓS
128 PAI INCÓGNITO
129 MARIA PEDRA, do lugar de FELGAR, freguesia de Penacova.
130 PAI INCÓGNITO
131 Maria Teresa de Jesus

7.º-AVÓS

258 Pedro Lopes
259 Cipriana Dias

262 Manuel Fernandes
263 Maria Simões.

E NUNCA FORAM NOBRES SEQUER, QUANTO MAIS REIS DE PORTUGAL.
E tu és um burro, ignorante, mal-educado e estúpido, que não sabes NADA DO QUE DIZES e o pior, é que não queres aprender!!! Só dizes coisas à sorte, falas de coisas que nunca ninguém ouviu dizer, como as Ordens da Serafica e da Grande Observancia, como se fossem coisas muito importantes. E dizes que a Casa de Cadaval é Francesa, quando todos sabemos que é Portuguesa. E depois dizes que os apelidos antes de 1910 eram casas e agora são apelidos!?!?!? Mas que conversa de merda e sem sentido é essa porra!?? Mas tu não sabes que uma CASA ou FAMÍLIA, ou APELIDO são apenas uma e a mesma coisa seu burro ignorante???? Uma Casa Nobre, ou uma Família Nobre, SÃO A MESMA COISA SEU BURRO!!! E para de fazer ameaças, pois tu não és ninguém!!! E se não paras com as ameaças, talvez sejas tu quem ainda vai pagar por elas em tribunal. Seu DEMENTE, atrasado mental dum raio!!!

João de Mascarenhas disse...

Tu tens o sangue igual é ao dum BURRO. Seu atrasado mental que não te posso chamar mais nada!!! Uma casa não é nenhum DOTE,nem nenhum FORAL, nem nenhuma doação do Rei seu estúpido dum raio!!! Uma Casa, é o local onde moramos, ou então, uma Casa Nobre, é designada como FAMÍLIA NOBRE, OU CASA NOBRE!!! Como a Nobre CASA dos MELLO. O que significa a NOBRE FAMÍLIA dos MELLO. Compreendeste agora seu burro???
Um título Nobiliárquico é que é dado pelo Rei. Um FORAL é dado pelo Rei A UMA TERRA, A UMA POVOAÇÃO, NUNCA A UMA PESSOA OU FAMÍLIA seu ignorante dum raio!!! E para de escrever textos em Francês, pois tu, nem português percebes, quanto mais Francês!!! Os Faudoas foram Barões e Viscondes e tu dizes que eles foram Reis de França!!! Só por aí se pode ver a tua inteligência!!! ÉS BURRO DE MAIS PÁ!!!

Jaime Pereira de Melo disse...

João Faudoas, quero respeitosamente dizer-lhe que, você é UMA GRANDESSÍSSIMA BESTA QUADRADA!!! Vem para aqui dizer coisas sem nexo, publica os textos, mas NÃO COMPREENDE NADA DO QUE LÁ ESTÁ ESCRITO!!! E depois, inventa uma ideia só sua que nada tem a ver com o texto, mas na sua ideia, tem tudo a ver!!! E depois, ofende os outros, diz palavrões como se isso lhe desse alguma razão!? Chama-nos Maçons, mas nem sabe sequer o que é a Maçonaria!? Você é UMA BESTA e um ATRASADO MENTAL completo. Pois, ninguém tem culpa de ser BURRO e IGNORANTE, mas já tem culpa de não querer aprender e de ser ESTÚPIDO como você!!!
Eu vi no geneall.net 4 ou 5 pessoas a dizer-lhe VERDADE, a tentarem explicar-lhe tudo como era, deram-se ao trabalho de investigar os seus antepassados e você, como BESTA ESTÚPIDA que é, insultou as pobres pessoas, trato-os mal e desmentiu todo o trabalho que tinham feito por si. Seu estúpido mal-agradecido, sua besta ignorante que não tem ouro nome!!!

João de Mascarenhas disse...

Ó MINHA GRANDESSÍSSIMA BESTA:
(...) João Faudoas disse...
agora vamos à casa Realle de França e vamos buscar o registo de Louis XIV, com quem casa, e a data é de 1710
Observem seus ignorantes


Louise de Faudoas, a été érigée en Duché & Pairie par le Roy Louis XIV

ì^g Histoire Genealogiojie vint aux Seigneurs de la Frecte du chef de Loúise de Faudoas, a été érigée en Duché & Pairie par le Roy Louis XIV. en faveur du Maréchal de Berwick, fous le nom de Fitz-James, par Lettres enregistrées au Parlement lc 23. May 1710.
Second Lit. VII. François Defaudoas dit d'Avcrton , Comte de Bclin ci-aprés.


VIII. Leonor De Faudoas-averton épousa François de Rochechouart Marquis de Bonnivet, fils Rochechouart à'Aimé deRochechouart Seigneur de Taunay-Charante, & &CdcantuCdu]cTdc de Leonor de Saulx Dame de Fougerolles fa cousine ger- six picecs. * maine, fille de Guillaume de Saulx II. du nom, Vicomte de Tavancs, Chevalier des ordres du Roy, Lieutenant General au Gouvernement de Bourgogne, & de Catherine Chabot, fille de Leonor Chabot Comte de Buzançois & de Charny, grand Ecuyer de France, & de Claude , . Gouffier. Ce Seigneur de Taunay-Charante, bcau-pere de nôtre Leonor de Faudoas, étoit quatrième fils de René de Rochechouart Baron -de Mortemar, Chevalier des ordres du Roy , & de Jeanne de Saulx , fille de Gaspard de Saulx Seigneur de Tavanes, Maréchal de France, Gouverneur • de Provence, Amiral des Mers du Levant, & de Françoise de la Baume-Montrevcl. Leonor de Faudoas n'eut de son époux qu'une fille unique nommée Leonor de RochechouartMarquise de Bonnivet-, qui fut mariée avec 1 acques deMesgrigny Chevalier, Séigneur d'Efpoiflcs, Conseiller du Roy en ses Conseils, Président au Parlement de . Rouen > & Conseiller honoraire à celui de Paris. De cetsc


VEJAM SE ENCONTRAM BOURBON, OBSERVEM SEUS IGNORANTES E A CASA DE CADAVAL é DE FRANÇA, COMO OS MELLO, SÃO DE FRANÇA, PARA CALAR A UM IGNORANTE QUE NEM NOME TEM PARA SE MOSTRAR, OS COBARDES SÃO ASSIM. MAS NESTA VIDA TUDO TEM UM FIM, EU IREI DESCOBRIR QUEM ME TRATOU MAL....

reparem que em França, falam tambem em casas e não em apelidos
de registos de 1710


A CASA DE MELLO, FOI CRIADA PELO VISCONDADO DE NARBONNE E ESTA CASA FOI CRIADA POR GUILLAUME DE FALGAR OU FELGAR DE VENERQUE A SUL DE FRANÇA...".
MAS ONDE É QUE FALA NESTE TEXTO DO CASAMENTO DO REI LOUIS XIV Ó SEU BURRO IGNORANTE, BESTA QUADRADA, IGNÓBIL, MASTODONTE E OUTROS NOMES FEIOS QUE NÃO ME LEMBRO AGORA PARA LHE CHAMAR. PALHAÇO. ONDE É QUE DIZ QUE A CASA DOS MELLO FOI CRIADA PELO VISCONDADO DE NARBONNE PELO GUILHERME FALGAR, OU FELGAR SEU BURRO, IGNORANTE, ABESTALHADO E MAL-EDUCADO DUM RAIO???
É TRISTE SER-SE BURRO, NÃO COMPREENDER SEQUER AQUILO QUE SE ESCREVE E CHAMAR AOS OUTROS, AQUILO QUE NÓS SOMOS!!! Seu burro.

João de Mascarenhas disse...

Ó João Faudoas, os teus antepassados foram estes:
AVÓS
4 DANIEL Simões FELGAR
5 Altina Soares.
6 …
BISAVÓS
8 JOAQUIM Simões FELGAR
9 M Glória Tavares.
10 …
TRISAVÓS
16 JOÃO Simões FELGAR
17 Maria Carvalho ou Maria Henriques
18 António Simões de Moura
19 Joaquina Tavares
20 …
TETRA-AVÓS
32 MANUEL Simões (FELGAR)
33 Josefa de Jesus
34 José Henriques Pedro
35 Antónia Carvalho
36 …
5.º-AVÓS
64 ANTÓNIO Simões (FELGAR),
65 Maria Teresa
66 António Henriques
67 Luísa Simões
68 Manuel Pedro
69 Maria Henriques
70 José Simões Piolho
71 Maria Carvalha
72 …
6.º-AVÓS
128 PAI INCÓGNITO
129 MARIA PEDRA, do lugar de FELGAR, freguesia de Penacova.
130 PAI INCÓGNITO
131 Maria Teresa de Jesus

7.º-AVÓS

258 Pedro Lopes
259 Cipriana Dias

262 Manuel Fernandes
263 Maria Simões.

E NUNCA FORAM NOBRES SEQUER, QUANTO MAIS REIS DE PORTUGAL.

PARA DE INVENTAR MENTIRAS, TU NÃO TENS RELAÇÃO ALGUMA COM OS REIS DE PORTUGAL, OU DE OUTRO PAÍS QUALQUER. APENAS DIZES ISSO PORQUE TENS "FELGAR" no teu apelido e achas que por ser parecido com o Apelido duma Antiga CASA NOBRE, que foi a CASA de FAUDOAS, achas que isso te dá direito a alguma coisa!??!?? É preciso seres mesmo burro e ignorante.

João de Mascarenhas disse...

Ó João Faudoas, mas qual Alogrupo M-253!? Como já te disse o Sr.Jaime Pereira de Melo, TU SÓ NÃO ÉS MAIS BURRO, POR FALTA DE ESPAÇO!!! Mas ONDE é que tu já viste alguém ser Aclamado Rei, com base no ADN??? É preciso seres BURRO demais pá!!! Dizes: "...fomos Reis em Inglaterra, França, Navarra, Aragão, etc, etc... E em Portugal há-de ser diferente porquê!??...". MAS FOMOS REIS, quem??? Quem é que foi Rei meu burro dum raio??? TU??? Ou a tua família foram Reis de algum país por acaso??? Os Faudoas NUNCA foram Reis de País nenhum. Foram sim Barões e Viscondes em França!!!
Para de INVENTAR mentiras e parvoíces!!! Casa ou Família são a mesma coisa. E APELIDO tem o mesmo significado quer em Monarquia, quer em Republica seu BURRO!!!

Nuno Filipe disse...

Eu só gostava de saber João Faudoas, ou Felgar, é onde é que tu viste nos textos que publicaste, ONDE é que viste escrito que a casa de Cadaval era Francesa??? E porque é que haveríamos de encontrar menção aos Bourbon no texto que tu publicaste??? Se nada tem a ver com a Casa Real de França, mas apenas com a História Genealógica dos Senhores de la Frecte.
És burro demais, nem sequer sabes aquilo que tu próprio publicas pá!!!

Paulo Bonifácio disse...

Boa noite Sr, João Faudoas,

Após ter lido alguns dos seus comentários, gostaria de lhe explicar o seguinte :

Nobreza representa o estado de maior estrato, sendo geralmente hereditária. Uma classe social, a nobreza era, tal como o clero e o povo, um dos três estados ou ordens que compunham a sociedade na Europa da idade média e idade moderna.

Aos nobres pertenciam grande parte dos territórios conquistados, recebidos dos monarcas como prémio das vitórias nas batalhas e portanto o controle político. Beneficiavam de duas regalias muito importantes: a jurisdição privativa sobre os moradores dos seus domínios senhoriais (isto até ao fim da Idade Média, no século XIV) e, por vezes, a isenção de tributos.
A nobreza está associada a um título nobiliárquico e pode estar ligada ao governo de um território, sendo que cada país tem as suas regras quanto a nobreza.

*Quando uma família nobre é a soberana de um território, passa a ser denominada de Casa. Exemplo: Rei - Reino - Casa Real + (nome da família), Conde - Condado - Casa Condal + (nome da família), Duque - Ducado - Casa Ducal + (nome da família). Compreende Sr. Dom João!? Uma família nobre, é a mesma coisa que uma Casa Nobre. Casa e família são uma e a mesma coisa. E pelo que li nalguns dos seus textos, o Sr. Dom João dizia justamente o oposto. Mas, está errado. Casa ou família, são a mesma coisa.

Em alguns países, quando uma família membro da nobiliárquica era muito poderosa e importante dentro de um país, mesmo não sendo a soberana, ela também era denominada como Casa.

Pois por causa dessa importância, com o tempo ela poderia ascender à chefia, seja por casamentos ou por batalhas. Aos nobres associam-se os títulos nobiliárquicos segundo a importância, prestígio ou ascendência do indivíduo e também os brasões de armas de suas famílias.

(...) Quando uma família nobre é a soberana de um território, passa a ser denominada de Casa.

Cordialmente,
Paulo.

Paulo Bonifácio disse...

Sr. João Faudoas,

Para provar o que digo, deixo-lhe aqui o exemplo da Nobre Casa ou família dos Duques de Cadaval.
Que teve como Casas Maternas:
A Casa de Bragança e a Família Melo, dos Condes de Olivença. Ou seja, teve origem nas Casas ou famílias, de Bragança e Melo.

Cordialmente,
Paulo.

João Faudoas disse...

Senhor Paulo você pode ter razão a nível das casas, não digo que não, mas que a história está mal contada, está

A casa de Bragança, para mim está encerrada, juntamente com as casas de Cadaval, Mello, Ferreiras, Pereira, Azevedo, Loulé, e todas as outras associadas. Porque o seu titular maior, o rei D. Manuel II, faleceu, não deixou herdeiros, nem deixou testamento, nem foral de transmissão de títulos nem de património.

Hoje todos nós vivemos na republica, todos nós podemos dizer o que pretendem, mas uma coisa é certa, o ADN da gente da Nobreza e do Clero, não é garantidamente os mesmos que hoje habitam na republica, porque muitas das casas da anterior nobreza de 4 de Outubro de 1910, ficaram vazias, muitos dos titulares dessas casas, foram mortos, fuzilados, enforcados e muitos mudaram de nome, para não serem mortos.

Por isso, fala se muito da geneologia das casas, na geneall, quando realmente esses ditos nobres, albuquerques, costa, homem, castro, cadaval, mello, silva, barreto, Mascarenhas, lemos, sousa e etc, muitos destes senhores actuais, terão que forçosamente realizar testes de ADN a membros anteriores a 1890 a 1909

as casas ducais, terão que realizar testes de ADN a membros com datas de 1795 a 1821, nesta época surgiram as tais lojas da maçonaria e muita casa foi nos tirada.

A verdade, esta na ferramenta do sangue e não nos registos que muitos pretendem enganar o povo

Paulo Bonifácio disse...

Sr. João Faudoas,
O Rei Dom Manuel II era titular maior do título Ducal de Bragança, mas nada tinha a ver com a Casa de Cadaval e os Mello, Ferreira, Pereira e Azevedo.

Quanto aos testes de ADN de que fala o Sr. João Faudoas, nunca ouvi falar disso em mais lado algum, nem a mais ninguém. Nunca se Aclamaram Reis com base no ADN, nem se atribuíram títulos de nobreza, com base no ADN.

Atenciosamente,
Paulo Bonifácio.

Paulo Bonifácio disse...

Ó Sr. João Faudoas,

A Maçonaria roubou de facto este país para eles governarem, mas nunca roubou Casas Ducais. Os Duques que existem em Portugal actualmente, são filhos dos anteriores Duques e existem os registos de nascimento de todos eles. Com a excepção do Ducado de Bragança, que está extinto, a meu ver, até que um Rei o reabilite.

Cordialmente,
Paulo Bonifácio.